A tecnologia evolui e dá lugar a novas linguagens de programação. Assim, algumas áreas de atuação passam por transformações e tornam-se, ou não, mais aquecidas no mercado de trabalho.

O COBOL, que surgiu nos anos 1950 ainda é muito utilizado em diversas corporações, mas, atualmente é possível perceber uma queda no número de profissionais especialistas na linguagem disponíveis no mercado de trabalho.

Mas, afinal, o COBOL ainda vive? Saiba como está este mercado atualmente!

O que é COBOL?

COBOL (Common Business Oriented Language ou Linguagem Comum Orientada para os Negócios) é uma linguagem de programação de alto nível orientada para o processamento de banco de dados comerciais.

Ela foi projetada para ser facilmente compreendida por usuários de negócios e programadores, permitindo que eles escrevessem código legível e de fácil manutenção.

Sua história começou nos anos 1950, quando o Departamento de Defesa dos Estados Unidos percebeu a necessidade de uma linguagem de programação padronizada para uso em sistemas de computadores.

A primeira especificação do COBOL foi publicada em 1960 e rapidamente ganhou popularidade no mundo corporativo. Projetada para ser independente de máquina, contava com programas escritos que poderiam ser executados em diferentes computadores.

Foi uma tecnologia importante para a automação de processos de negócios, incluindo sistemas de contabilidade, folha de pagamento, controle de estoque e processamento de transações financeiras.

Durante as décadas de 1960 e 1970, se tornou a linguagem dominante para desenvolvimento de aplicativos de negócios em mainframes e minicomputadores.

Como está esta linguagem hoje?

Com o advento de novas linguagens de programação e tecnologias, o COBOL foi gradualmente perdendo popularidade. No entanto, devido à sua presença em sistemas legados e sua capacidade de processar grandes volumes de dados, o COBOL ainda é amplamente utilizado em muitas organizações, especialmente em setores como serviços financeiros, governo e indústrias de grande escala.

Sua manutenção e modernização tornaram-se desafios complexos para muitas empresas porque, embora seja uma linguagem robusta e confiável, a falta de mão de obra ainda é motivo de preocupação.

Hoje, esforços estão sendo feitos para integrar o COBOL à novas tecnologias e atrair uma nova geração de programadores para garantir a sustentabilidade dos sistemas legados.

Logo, é inegável seu impacto nos negócios e na tecnologia até hoje.

Onde estão os profissionais especializados?

Este é um assunto que gera muitas discussões no mercado de trabalho tech. Enquanto alguns acreditam na escassez de profissionais especializados nesta linguagem, outros afirmam que existem muitos profissionais especializados, mas que já estão mais próximos da aposentadoria.

De todo modo, o fato é que muitas empresas têm encontrado dificuldades de recrutar pessoas que trabalham com COBOL, o que vem aumentando a demanda por vagas e a valorização desta função.

Como encontrar profissionais de COBOL para meu time?

Partindo do pressuposto de que para todo desafio há uma solução, o melhor é buscar por ajuda especializada, seja de recrutadores especialistas neste nicho ou até mesmo de empresas focadas na alocação de profissionais de TI, como a Ahoy.

Leia também: 5 motivos para terceirizar profissionais de TI

Por se tratar de um setor já consolidado e com número reduzido de profissionais, a ajuda especializada pode ter acesso a uma rede de contatos e profissionais, facilitando a busca por novos membros do seu time.

Quer saber mais sobre o mercado de trabalho de COBOL? Fale com nossos especialistas!

Newsletter

Receba novos posts
diretamente no seu e-mail!

Endereços

Fale conosco

Abrir bate-papo
Olá! 👋🏼😁
Como podemos te ajudar hoje?

Nos conte sobre a necessidade do seu negócio e receba uma mensagem dos nossos especialistas.