Com a pandemia de COVID-19, uma revolução silenciosa tomou forma nos ambientes de trabalho em todo o mundo: a ascensão da equipe remota. O que começou como uma medida temporária para garantir a segurança dos colaboradores rapidamente se transformou em um modelo de trabalho flexível e eficiente que veio para ficar. A gestão de equipes remotas, uma vez considerada uma abordagem alternativa, ganhou popularidade e se consolidou como uma realidade empresarial.

Gestão de equipes remotas na atualidade

As transformações geradas pelo novo modelo de trabalho requerem que os indivíduos adotem novos modos de pensar, abandonando antigas práticas, forças de trabalho e modelos operacionais em favor de um futuro mais dinâmico e humano, com ênfase na velocidade, agilidade, experimentação e inovação.

Segundo o Relatório Tendências Globais de Capital Humano 2023, da Deloitte, é essencial uma nova abordagem de liderança em todos os níveis organizacionais para engajar funcionários e grupos na busca por resultados inéditos.

A pesquisa analisou uma amostra de mais de 10 mil profissionais de 105 países, incluindo 234 do Brasil, e investigou como as organizações estão lidando com as mudanças e a tendência de ter mais liberdade para experimentar e inovar. Do mesmo modo, o estudo também analisa como os líderes estão lidando com esses desafios e como suas empresas podem prosperar em um ambiente que está sempre se transformando.

Como resultado, apenas 23% das organizações afirmam possuir líderes capazes de enfrentar um mundo de constantes mudanças. Existem preocupações relativas à habilidade desses líderes em administrar uma força de trabalho que está em constante evolução, com menos de 15% das organizações acreditando que seus líderes estão aptos a liderar de maneira inclusiva uma força de trabalho que está crescendo, ou a considerar os impactos sociais e ambientais nas decisões relacionadas à força de trabalho.

Da mesma forma, também há inquietações quanto à definição e implementação do trabalho em si: somente 16% das organizações consideram que seus líderes estão prontos para utilizar a tecnologia para aprimorar os resultados do trabalho e o desempenho das equipes, enquanto apenas 18% veem seus líderes preparados para desenvolver um modelo de local de trabalho que seja adequado para suas organizações.

Portanto, se sua liderança também enfrenta os desafios deste cenário, fique de olho nas dicas!

Vantagens e desafios da equipe remota

Primeiramente, destacamos que é possível perceber vantagens evidentes da equipe remota. Do ponto de vista dos colaboradores, há uma maior flexibilidade no trabalho, eliminando deslocamentos cansativos e possibilitando um melhor equilíbrio entre vida pessoal e profissional. Para as empresas, os benefícios incluem redução de custos com espaço físico, acesso a talentos globais e aumento da produtividade em muitos casos.

No entanto, embora o trabalho remoto ofereça muitas vantagens, não está isento de desafios. Consequentemente, os gestores enfrentam alguns obstáculos como desconexão, isolamento e a comunicação que pode ser mais difícil em alguns aspectos, por exemplo.

Dicas para gestão de equipes remotas

Assim, diante dos desafios apresentados, é fundamental que os gestores adotem estratégias eficazes de gestão e liderança.

Logo, listamos algumas dicas:

  • Incentive a comunicação clara e transparente: Estabeleça canais de comunicação claros e utilize ferramentas colaborativas para manter todos os membros da equipe informados e engajados. Comunique-se regularmente e esteja disponível para esclarecer dúvidas e resolver problemas. Nesse sentido, utilize a tecnologia ao seu favor. Assim, você facilitará a comunicação e, de quebra, conseguirá acompanhar melhor o andamento dos projetos e níveis de produtividade.
  • Crie uma cultura de confiança: Dê autonomia para que seu time realize seu trabalho. A confiança é fundamental para o sucesso de uma equipe remota e ajuda a promover um ambiente de trabalho positivo e colaborativo.
  • Treine seu time: Poder contar com pessoas capacitadas também é uma forma de facilitar a cultura de confiança. Invista em profissionais alinhados ao seu fit cultural e que possuem a expertise necessária para entregar bons resultados.
  • Estabeleça expectativas claras: Defina metas e expectativas claras desde o início e garanta que todos os membros da equipe estejam alinhados com os objetivos organizacionais. Isso ajuda a manter todos focados e comprometidos com os resultados. Além disso, os feedbacks também podem ser uma ótima maneira de alinhar expectativas.
  • Promova o engajamento da equipe: Organize atividades sociais virtuais, reuniões regulares e sessões de brainstorming para promover o engajamento e fortalecer os laços entre os membros da equipe. Isso ajuda a combater o isolamento e a construir um senso de comunidade. Do mesmo modo, mimos em datas comemorativas podem reforçar o senso de pertencimento.
  • Priorize o bem-estar dos colaboradores: Reconheça que o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal é fundamental para o bem-estar dos colaboradores. Incentive pausas regulares, promova a saúde mental e esteja atento às necessidades individuais da sua equipe.

Leia também: Por que adotar a mentalidade people first com profissionais de TI?

Em resumo, a gestão de equipes remotas pode ser desafiadora, mas com as estratégias certas e uma abordagem centrada nas pessoas, é possível alcançar o sucesso.

Fale com um especialista e encontre os melhores profissionais para o seu time remoto!

 

Newsletter

Receba novos posts
diretamente no seu e-mail!

Endereços

Fale conosco

Abrir bate-papo
Olá! 👋🏼😁
Como podemos te ajudar hoje?

Nos conte sobre a necessidade do seu negócio e receba uma mensagem dos nossos especialistas.